home / notícias / Governo encaminha Projeto de Lei de reajuste dos vencimentos dos servidores públicos

COMPARTILHAR

Governo encaminha Projeto de Lei de reajuste dos vencimentos dos servidores públicos

O projeto atende demanda do IAF Sindical para melhoria da remuneração das classes iniciais da categoria, justa reivindicação dos auditores fiscais recém-nomeados.

Foi publicado no Diário Oficial da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), na edição do último dia 3, o Projeto de Lei nº 25.323/2024, estabelecendo a revisão geral para o ano de 2024, dos vencimentos dos servidores públicos estaduais, nele incluído o grupo fisco.

No projeto também está prevista alteração nas regras para concessão do abono de permanência aos servidores que tenham adquirido o direito à aposentadoria, mas permaneçam em atividade, condicionando o benefício àqueles que contem, pelo menos, com 25 anos de contribuição, exigência não contida na lei vigente.

Está proposta, ainda, ajuste na periodicidade para avanço nas classes, passando a ser de 36 meses para a classe dois, 12 meses para as classes 3, 4 e 5, e 24 meses para as classes 6, 7 e 8.

Foi atendida parcialmente a reivindicação dos auditores fiscais recém-nomeados, que foi abraçada pelo IAF Sindical, na condição de representante da categoria, conforme registro concedido pelo Ministério do Trabalho e Emprego (vide certidão no final desta matéria). Pelo projeto apresentado, a classe 1 terá reajuste equivalente a 31%, a classe 2, 19,2%, a classe 3, 16,7%, a classe 4, 10,2% e as classes 5 a 8 terão 4% cada.

O projeto apresenta falhas que precisam ser sanadas pelo Poder Legislativo: Primeira, a data de vigência que, de acordo com o contido no artigo 258 do Estatuto dos Servidores Públicos do Estado da Bahia, “para fins de revisão dos valores de vencimentos e proventos dos servidores públicos estaduais, ativos e inativos, é fixada em 1º de janeiro de cada ano a correspondente data-base”. A Constituição Federal, em seu artigo 37, inciso X, determina que é assegurada revisão geral anual, sempre na mesma data e sem distinção de índices. O projeto propõe reajuste de 2% em 1º de maio e 2% a partir de 31 de agosto, quando deveria ser tudo a partir de 1º de janeiro. O mesmo dispositivo do Estatuto dos Servidores Públicos determina que o reajuste será a cada ano.

Em 2022 foi concedido reajuste de apenas 4% e o último havia sido em 2015, ou seja, 7 anos depois e sem aplicar a devida correção monetária. Em 2023, mais 4%. No período de 2015 a dezembro/2023 o reajuste acumulado ficou em 15,09%, enquanto a inflação acumulada medida pelo IGPM foi de 101,37%, pelo INPC, 66,94% e pelo IPCA, 66,83%. De acordo com os relatórios da execução orçamentária publicados no site da transparência do Estado da Bahia, no período analisado a Receita Corrente Líquida, parâmetro para se determinar os limites de gastos com pessoal, cresceu 121,21%.

Em artigo publicado no jornal A Tarde, edição de 25 de março, com o título “A Bahia tem tradição em qualidade do gasto”, o Secretário da Fazenda Manoel Vitório enalteceu o resultado do trabalho da Coordenação de Qualidade do Gasto Público. Segundo o Secretário, “Graças às medidas adotadas, a política resultou, entre 2015 e 2023, numa economia real de R$8,5 bilhões”. Ainda segundo Vitório, “o que deixou de ser gasto com a manutenção da máquina pública foi direcionado para tornar disponíveis mais serviços para a população, em especial por meio dos investimentos na área social, que contempla educação, saúde e segurança, e na de infraestrutura”.

Faltou ser dito, no artigo, que a “economia real” resultou no arrocho salarial nunca visto na Bahia, nem mesmo na época da malvadeza.

Como reconhecimento do trabalho que vem sendo realizado pela Diretoria Executiva, o IAF Sindical tem recebido várias mensagens agradecendo o apoio na luta incessante em defesa das causas categoria dos Auditores Fiscais.

Outras matérias sobre o tema:

https://iaf.org.br/diretoria-executiva-reune-se-com-o-secretario-da-fazenda/

https://iaf.org.br/bahia-apresentou-forte-recuperacao-da-arrecadacao-do-icms-iaf-sindical-sinaliza-cenario-positivo-para-reajuste-salarial-em-2024/

https://iaf.org.br/associados-reunem-se-em-assembleia-geral-e-deliberam-sobre-temas-de-interesse-da-categoria/

https://iaf.org.br/iaf-sindical-lembra-ao-governador-da-necessidade-de-realizacao-de-concurso-para-auditor-fiscal/

https://iaf.org.br/persiste-a-perda-de-talentos-na-secretaria-da-fazenda-da-bahia/

 

Certidão de registro sindical AQUI

COMPARTILHAR

3 comentários

  1. EDGAR CESAR disse:

    Bom Dia!

    Como é humilhante para toda classe de servidor saber que tem como governante maior uma
    quadrilha dos PeTralhas no poder.
    GREVE NELES!
    A BAHIA DOS BAIANOS EXIGE GREVE.

  2. Lindalva Ribeiro Alves disse:

    É lastimável, vê como esse Governador continua tratando os servidores público do Estado da Bahia com descaso, ele está fazendo como Jaques Wagner e Rui Costa fizeram, sem reajustar os nossos salários, Jeronimo Rodrigues concede 4% e ainda dividido em 02 (duas) parcelas, é não ter respeito por nós servidores que fazemos a máquina andar. o ticket alimentação não condiz com as nossas necessidade, pois R$20,00 não pagar uma refeição digna. Com esse reajuste de 4% o Planserv leva tudo e nos deixar sem nada. Estamos pedido SOCORRO população, vamos a luta ir para as ruas brigar por nós.

  3. Édson Oliveira Silva disse:

    Difícil com esta caristia desandada.

Deixe o seu comentário!

Av. Tancredo Neves, 2227, ED. Salvador Prime Torre Work, sl 515 Caminho das Árvores, Salvador - BA, CEP 41820-021

(71) 4062-7013 / (71) 2132-9568 / (71) 3052-4414 (71) 98421-6729

FECHAR