home / notícias / Senado sepulta "Trem da Alegria"

COMPARTILHAR

Senado sepulta "Trem da Alegria"

Do site Bahia Notícias, de Samuel Celestino:

O Senado Federal quedou-se à força da opínião pública e sepultou, na manhã desta terça-feira, o projeto da Mesa Diretora que criava o "trem da alegria", que pretendia contratar 97 funcionários, sem concurso, com salário em torno de R$10 mil. A reação foi tamanha que a própria Mesa se reuniu para desfazer o malfeito e resolveu, ainda, realizar no próximo ano um concurso público para a contratação de 150 novos funcionários. O "trem" durou apenas uma semana. Enquanto isso, no Judiciário…

Da Agência Senado de Notícias:

Garibaldi diz que falta de unanimidade derrubou proposta de criação de cargos

O presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho, comunicou nesta terça-feira (15) que a Comissão Diretora decidiu não encaminhar ao Plenário a proposta de criação de cargos em comissão para os gabinetes dos senadores e das lideranças partidárias. Segundo a nota oficial, lida por Garibaldi, o colegiado tomou tal decisão porque não houve unanimidade sobre a proposta. Os cargos, portanto, não serão mais criados.

Garibaldi salientou que as decisões que precisam ser encaminhadas ao Plenário são tradicionalmente tomadas por consenso entre os membros da Comissão Diretora – também chamada de Mesa. Com a decisão, foi cancelada a reunião da tarde desta terça-feira que trataria do assunto.

– Essas decisões (tomadas pela Mesa e que necessitem ser encaminhadas a Plenário) realmente são tomadas por unanimidade. Na hora em que não houve a unanimidade, então se afastou a possibilidade de se ter a decisão. Quem sem sai fortalecido é o Senado, que soube reconhecer, através da sua Mesa, que a medida não era oportuna – observou.

Garibaldi Alves disse que a repercussão negativa que o assunto teve na imprensa contribuiu para que a Mesa decidisse arquivar a proposta. Em sua opinião, a decisão é benéfica à imagem do Congresso Nacional. O senador fez questão, entretanto, de registrar que não considera "tão equivocada" a posição dos parlamentares que defendem a criação dos cargos. Entende que, como presidente da Casa, deve "ser sensível a todas as posições".

Eis a íntegra da nota divulgada por Garibaldi:

"O presidente do Senado Federal, após consulta a membros da Mesa Diretora, houve por bem cancelar a convocação da mesma para a data de hoje, face o assunto em pauta – contratação de cargos em comissão – ter sido objeto de entendimento pela sua não efetivação, considerando a ausência de unanimidade em torno do assunto".

Autonomia

Perguntado pelos jornalistas se o Senado vai deixar de acompanhar as decisões da Câmara em relação a aumentos, Garibaldi afirmou que as Casas têm autonomia para decidir suas questões.

– A Câmara tem a sua autonomia e tem a sua vida própria e o Senado decide de acordo com sua autonomia. Eu sou pelo bom entendimento do Senado com a Câmara e da Câmara com o Senado. Não vejo como estabelecer essa vinculação – salientou.

O presidente do Senado afirmou ainda que as provas do concurso já autorizado serão realizadas em setembro próximo. Ele disse que as providências estão sendo tomadas e que serão 150 vagas destinadas a apoio à ação parlamentar, ao setor de comunicação e a outras áreas do quadro efetivo.

Garibaldi Alves informou ainda que, conforme acerto feito com as lideranças partidárias, o calendário de atividades do Senado para os meses de agosto e setembro – com um possível esforço concentrado em virtude das eleições – será decidido em agosto.

Iara Farias Borges / Agência Senado

COMPARTILHAR

Sem comentários

Deixe o seu comentário!

Av. Tancredo Neves, 2227, ED. Salvador Prime Torre Work, sl 515 Caminho das Árvores, Salvador - BA, CEP 41820-021

(71) 4062-7013 / (71) 2132-9568 / (71) 3052-4414 (71) 98421-6729

FECHAR