home / notícias / São Paulo é o maior beneficiado com o fim da guerra fiscal

COMPARTILHAR

São Paulo é o maior beneficiado com o fim da guerra fiscal

Condições invejáveis de infra-estrutura, proximidade do mercado consumidor, mão de obra já qualificada, cidades do interior com baixos índices de criminalidade, melhores escolas e assistência à saúde colocam São Paulo como o maior beneficiado com o fim da guerra fiscal e criam um ilusória competição, na qual, os Estados mais pobres estarão relegados às ditas atividades econômicas por vocação e ao atraso em relação aos grandes centros.

Veja abaixo matéria sobre a ampliação da Mercedes-Benz, divulgada ontem, na Folha Online.

Ampliação da Mercedes-Benz deve gerar quase 2 mil empregos diretos

FERNANDO ANTUNES
colaboração para a Folha Online

O investimento de R$ 1,5 bilhão anunciado pela Mercedez-Benz para ampliação da produção na planta de São Bernardo do Campo deverá gerar 1.900 empregos diretos. O cronograma de aplicação dos recursos está previsto para os próximos três anos e aumentará a capacidade de produção de ônibus e caminhões em 25%.

Oficialmente, o presidente da companhia para Brasil, Gero Herrmann, informou apenas que o número real de novas vagas será anunciado apenas em janeiro do ano que vem. Porém, não negou os dados quando questionados sobre os números apontados por sindicalistas da região.

O atual quadro tem mais de 12 mil funcionários. Segundo o presidente da Mercedez-Benz, nos últimos dois anos foram gerados 1.500 novos postos de trabalho na unidade de São Bernardo.

Herrmann participou hoje de audiência com o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), no Palácio dos Bandeirantes. "Como economista, se eu tivesse de fazer uma estimativa, eu diria que essa é uma boa estimativa", afirmou Serra, sobre a criação de 1.900 empregos. O governador afirmou ainda que serão criados ainda os empregos indiretos na cadeia de fornecedores e de vendas.

Impostos

Segundo Serra, o Estado não concedeu isenções de impostos para que a Mercedez-Benz confirmasse o investimento na unidade do Grande São Paulo. "Foi uma negociação normal de estimulo de investimento, mas sem guerra fiscal. São Paulo não faz guerra fiscal", explicou.

O secretário estadual de Finanças, Mauro Ricardo, afirmou que a empresa poderá utilizar os créditos de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) acumulados com exportações para financiar os investimentos. "Mas a Mercedez-Benz disse que os investimentos serão realizados sem a necessidade de utilização dos créditos acumulados", informou Ricardo.

Mão-de-obra

O governo do Estado afirmou que irá ampliar as unidades da Fatecs (Faculdade de Tecnologia) e Etecs (Escola Técnica) no ABC para formar profissionais especializados na indústria automotiva. "Vamos ligá-las [as escolas] as necessidades da indústria automobilística na formação de mão-de-obra", afirmou Serra.

"Para nós, conseguir mão-de-obra qualificada é fundamental", disse o presidente da Mercedez-Benz.

Mercado

A Mercedes-Benz é líder de vendas de caminhões no mercado brasileiro, tendo comercializado 22.778 unidades no acumulado de janeiro a julho deste ano, atingindo 31% de participação. A empresa também liderou as vendas em 2007, encerrando o ano com 31.166 caminhões vendidos, com 31% de participação.

A empresa também lidera as vendas no segmento de ônibus. Entre janeiro e julho deste ano, foram comercializadas 9.211 unidades no mercado brasileiro, o que representa 50% de participação. Durante o ano de 2007, a Mercedes-Benz registrou um volume de vendas superior a 12.600 unidades, mantendo a liderança com 52% de participação.

A Mercedes-Benz do Brasil é a maior exportadora de veículos comerciais da América Latina, com venda para mais de 50 países. Entre os principais mercados estão Argentina, Chile, Peru, Egito, Nigéria, África do Sul e Jordânia. No ano passado, comercializou cerca de 9.700 caminhões e 9.400 ônibus ao mercado externo.

A planta de São Bernardo do Campo produz caminhões e ônibus há mais de cinqüenta anos. A empresa superou o marco de mais de 1,6 milhão de unidades produzidas desde 1956, ano em que iniciou suas atividades no Brasil.

COMPARTILHAR

Sem comentários

Deixe o seu comentário!

Av. Tancredo Neves, 2227, ED. Salvador Prime Torre Work, sl 515 Caminho das Árvores, Salvador - BA, CEP 41820-021

(71) 4062-7013 / (71) 2132-9568 / (71) 3052-4414 (71) 98421-6729

FECHAR