home / notícias / Lucro Petrobras tem recorde de R$ 25,9 bi, mas é abaixo do esperado

COMPARTILHAR

Lucro Petrobras tem recorde de R$ 25,9 bi, mas é abaixo do esperado

13/02/2007 – 10h51

Lucro da Petrobras atinge recorde de R$ 25,9 bi, mas fica abaixo do esperado
CLARICE SPITZ
da Folha Online, no Rio

A Petrobras, maior empresa brasileira, anunciou hoje que obteve lucro recorde de R$ 25,9 bilhões no ano passado, o que representa alta de 9% em relação a 2005 (R$ 23,7 bilhões).

O resultado ficou menor do que a estimativa de analistas ouvidos pela Folha Online. A corretora Brascan acreditava que o lucro da empresa de petróleo chegaria a R$ 28,3 bilhões. Já o Crédit Suisse apostava em R$ 27,1 bilhões e a corretora Ágora, em 26,9 bilhões. Nos nove primeiros meses do ano os ganhos haviam atingido R$ 20,7 bilhões.

O lucro do quarto trimestre alcançou R$ 5,2 bilhões, uma queda de 27% em relação ao terceiro trimestre. Segundo a Petrobras, o resultado foi prejudicado pela queda dos preços do petróleo no mercado internacional, que tiveram uma redução média de preços de 14%.

O diretor Financeiro e de Relações com Investidores da Petrobras, Almir Barbassa, disse que no fim do ano os custos foram mais elevados em razão de estoques adquiridos no terceiro trimestre.

Além disso, ele afirmou que as exportações líquidas subiram particularmente nos últimos três meses do ano. Elas foram de 93 mil barris de óleo equivalente por dia no período e ficaram prejudicadas pela queda da cotação internacional da commodity. No ano, a Petrobras obteve superávit de 128 mil barris de óleo equivalente.

"Era dentro do esperado. A indústria está muito aquecida, serviços e equipamentos, tudo isso afetou o custo no ano", afirmou Barbassa.

No ano, o maior preço de venda de petróleo e de derivados –que subiu em média 20,45% ante 2006– foi o principal fator a explicar o lucro recorde. A produção de petróleo subiu 6% e a de derivados 2% em 2006. O volume de vendas internas registrou um incremento de 3%. A comercialização da gasolina cresceu 7% com a redução do percentual de álcool no combustível no ano passado e graças ao crescimento da frota de veículos.

Na área internacional, o lucro da Petrobras sofreu uma retração de R$ 1,450 bilhão, em 2005, para R$ 350 milhões, em 2006. Segundo Barbassa, as perdas são fruto de gastos na áreas de Exploração e Produção (poços secos e sísmica), sobretudo, nos Estados Unidos, além da elevação de impostos na Bolívia e redução de participação na Venezuela. Na Bolívia, o lucro da Petrobras caiu de R$ 250 milhões em 2005 para R$ 57 milhões em 2006. Na Venezuela, ele sofreu um decréscimo de R$ 164 milhões para R$ 94 milhões.

"A valorização do real representou perdas de 9% nos ativos internacionais", afirmou.

Com o resultado, a Petrobras vai propor aos acionistas dividendos que totalizam R$ 7,9 bilhões, o que equivale a R$ 1,80 por ação.

Receita e investimentos

No ano passado, a receita da Petrobras alcançou R$ 158,2 bilhões, o que representa um aumento de 16% sobre 2005.

Já os investimentos da empresa atingiram R$ 33,7 bilhões, uma alta de 31% sobre 2005. Em 2007, eles são estimados em R$ 55 bilhões. ‘Eles estão em linha com o PAC e não vão sofrer nenhuma alteração’, disse Babassa.

Produção

A produção média de petróleo e gás da Petrobras no Brasil em 2006 foi de 1,777 milhão de barris por dia e o país não conseguiu atingir a auto-suficiência sustentável no ano passado. No ano anterior, a média ficou em 1,684 milhão de barris por dia.

No mês de dezembro, a produção cresceu 1% sobre o volume produzido no mesmo mês do ano anterior e chegou a 1,832 milhão de barris por dia.

Segundo a estatal, as principais razões para o aumento da produção são a entrada em operação dos poços ABL-68 e ABL-11, interligados à plataforma P-50 (Albacora Leste), e à entrada em operação da plataforma P-34, no Campo de Jubarte.

COMPARTILHAR

Sem comentários

Deixe o seu comentário!

Av. Tancredo Neves, 2227, ED. Salvador Prime Torre Work, sl 515 Caminho das Árvores, Salvador - BA, CEP 41820-021

(71) 4062-7013 / (71) 2132-9568 / (71) 3052-4414 (71) 98421-6729

FECHAR