(71) 4062-7013

home / notícias / Entrevista AF - Adolfo do Rosário

COMPARTILHAR

Entrevista AF - Adolfo do Rosário

Nossos colegas têm histórias incríveis e o IAF segue a missão de compartilhá-las. Desta vez vamos falar sobre o Auditor Fiscal aposentado Adolfo do Rosário. Um homem educado, com uma rica trajetória profissional e muito orgulhoso da história que construiu.  

 

PÓS-APOSENTADORIA: “OS MEUS DIAS DE APOSENTADO SÃO CHEIOS

Com uma vasta e diversificada carreira profissional, Adolfo do Rosário tem muita experiência para contar. Nascido em Salvador, ele começou a trabalhar aos 15 anos como aluno aprendiz do SESC. Atuou em empresas de diferentes ramos, até que na década de 80, quando atendeu inúmeras fiscalizações de auditores do Banco Central do Brasil, despertou o desejo de ingressar na carreira de fiscalização, mediante concurso público.

Inicialmente ingressou na Sefaz para o cargo de Fiscal de Rendas. Iniciou na Inspetoria de Trânsito de Mercadorias de Brotas, onde encabeçou a lista dos maiores reclamadores de impostos da Infaz, por três anos seguidos. Em 1982, prestou concurso para o cargo de Auditor Fiscal, obtendo o 1° lugar na lista de classificação em conhecimentos. Como Auditor, entrou em exercício na Inspetoria da Calçada, na fiscalização de estabelecimentos, lavrando dezenas de autos de infração para reclamar milhares em impostos sonegados, com ínfimo índice de julgamentos por improcedência.

Diante do desempenho e comprometimento no exercício das atividades de fiscalização, Adolfo foi convidado para trabalhar Interno na Coordenação da Fiscalização. Em seguida foi nomeado Diretor de Informações Econômicas e Fiscais, Gerente de Planejamento da Fiscalização, Diretor de Fiscalização e Diretor de Informática. “Na administração tributária, com a alteração do cargo de Fiscal de Rendas para Auditor Fiscal, tive a oportunidade de executar a elaboração de um novo SISTEMA DE FISCALIZAÇÃO, conjugado a um novo SISTEMA DE GRATIFICAÇÃO DE PRODUÇÃO. Na ocasião introduzi os papéis de trabalho do Auditor Fiscal, os pontos por tarefa executada, pontos por trabalho em equipe, conta corrente de pontos obtidos, roteiros de fiscalização, elaboração de manuais de fiscalização e conteúdos programáticos para cursos específicos. Na área de informática, iniciamos os primeiros trabalhos de informatização e modernização da Sefaz, quando, então, conseguimos financiamento, no Desenbanco, dos primeiros microcomputadores CP-500 para os Auditores. Foi uma conquista incipiente, mas que evidenciou o apetite dos auditores fiscais em utilizar a tecnologia como ferramenta de trabalho”, contou.

Adolfo ainda atuou como Gerente de Informática no TJ-BA, com a missão de elaborar o Plano Diretor de Informática do Poder Judiciário. E em seguida na EMBASA, onde prestou consultoria na área de informática no gerenciamento de contratos, tendo recomendado e aplicado inúmeras multas aos fornecedores de produtos e serviços por descumprimento contratuais.

Em 2006, com 56 anos de tempo serviços prestados, Adolfo se aposentou. “Da minha vida profissional, tenho orgulho de ter podido desenvolver meu trabalho com dedicação, lealdade e honestidade. Sobretudo por ter convivido com colegas extraordinários que, com denodo, lealdade e retidão foram meus amigos e colaboradores. Depois de mais de meio século de trabalho e rotina. Confesso que senti uma pontinha de receio de como seria ficar sem ter uma obrigação diária para fazer. Foi então, que parei para refletir e pensei sobre o que fazia quando trabalhava e o que poderia fazer sem o compromisso do trabalho. Com esses questionamentos reencontrei-me facilmente, identifiquei que havia me tornado aposentado e senti-me feliz e agradecido”, garante.

Segundo Adolfo, a vida pós-aposentadoria é dedicada à família, amigos e atividades diversas. “Os meus dias de aposentado são cheios com: leituras, filmes, atualização de notícias, jogos, aulas de Inglês, pesquisas diversas, atualizações em tecnologia, meditação, hidroginástica, musculação, caminhadas, pequenos consertos que adoro executar e, como não poderia deixar de ser, bater-papo e postar mensagens com os meus grupos de colegas, amigos e familiares.

Como hobby, descobri na Internet câmeras online espalhadas pelo mundo que me permitem passear por ruas, conhecer igrejas, museus, pontes, acompanhar os hábitos de animais. Assim preencho o que me sobra de horas vagas. Orgulho-me muito em ter cumprido bem a minha missão de filho, e estar, ainda, cumprindo as de cônjuge, pai, avô, bisavô e de amigo, com a minha consciência tranquila por saber que sempre faço o meu melhor para todos”, garante Adolfo, que enfrentou, recentemente, um grande susto com o novo coronavírus. “Apesar de todos os cuidados, minha esposa e eu fomos contaminados. Os sintomas foram leves, entretanto, tive um comprometimento no pulmão e fui levado para exames num hospital. Felizmente, tive alta no mesmo dia com recomendação para tratamento em casa. Passado o susto, a doença serviu para evidenciar uma cumplicidade entre mim e a minha esposa Nete, que sabíamos existente, mas ainda sem oportunidade de prova. Agora, mais do que nunca, quero aproveitar muito a minha família”, finaliza.

IAF – Trabalho e Transparência!

COMPARTILHAR

Av. Tancredo Neves, 2227, ED. Salvador Prime Torre Work, sl 515 Caminho das Árvores, Salvador - BA, CEP 41820-021
Telefones: (71) 4062-7013 / 2132-9568 / (71) 98421-6729 / (71) 98222-7485

(71) 4062-7013 / (71) 2132-9568 / (71) 98421-6729